Decisão do STJ proíbe gravação e transmissão do depoimento de Edmar Alves dos Santos
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 07/04/2021 09:04

O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), encaminhou ofício ao presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e do Tribunal Especial Misto, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, comunicando da sua decisão para que sejam proibidas gravações e transmissões pela mídia presente na sessão do TEM do depoimento do ex-secretário de saúde do Rio, Edmar José Alves dos Santos. A proibição se estende também à transmissão da TV Alerj e congêneres. 

De acordo com a decisão do ministro, está permitida somente a gravação do audiovisual para instrução no processo conduzido pelo TEM do impeachment do governador Wilson Witzel. 

Responsável pela homologação da delação premiada do ex-secretário de saúde do Rio de Janeiro no STJ, o ministro Benedito Gonçalves acolheu o pedido de Edmar Alves dos Santos, requerido por seus advogados sob a justificativa de proteção da sua imagem.