Descarte de documentos gera economia de mais de R$ 80 mil ao TJRJ
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 04/01/2021 09:11

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) vai economizar R$ 84 mil com o descarte de documentos realizado entre os meses de janeiro e novembro de 2020. Neste período, o Departamento de Gestão de Acervos Arquivísticos (Degea) registrou a eliminação de 301.437 processos, sendo 50 mil somente no mês de novembro. 

Em novembro, foram descartados, em média, 2.632 processos por dia. O descarte só acontece depois de criteriosa avaliação e seleção pelos funcionários do departamento.  

- Se considerarmos que são necessárias cerca de 23.333 caixas e que o custo anual para armazenar uma caixa em empresa terceirizada é de R$ 3,60, é possível concluir que o descarte realizado pelo DEGEA em 2020 irá gerar economia de cerca de R$ 83.998,80 em 2021 e de R$ 419.994,00 nos próximos cinco anos- calcula o diretor do Degea Marcio Teixeira. 

Os dados do Degea também foram positivos em relação ao índice de desarquivamento em 2020. Em média, foram 8.137 pedidos de desarquivamento de processos por mês, sendo 7.430 atendidos, o que representa um índice de 91,30% de eficiência no atendimento.  

Durante o ano, o departamento foi muito procurado, também, por pesquisadores, que buscam documentos para elaborar teses, livros e trabalhos acadêmicos. De janeiro a novembro, o departamento atendeu 81 pesquisadores e disponibilizou 365 documentos para estudos. 

- Durante o período compreendido entre os meses de março e junho, as atividades operacionais foram paralisadas, mas as solicitações urgentes de desarquivamento foram atendidas, mediante procedimento estabelecido de disponibilização dos processos desarquivados nas dependências do Arquivo Central. Com o retorno da atividade operacional, em julho, houve necessidade de estabelecer protocolos de segurança, definidos pelo tribunal, inclusive com a redução da equipe de servidores em trabalho presencial e redução do horário da atividade operacional. Mesmo com todas as dificuldades enfrentadas nesse ano devido à pandemia da Covid-19, as metas previstas foram alcançadas - conclui o diretor. 

MG/FS