Participantes de projetos sociais do TJRJ recebem noções de empreendedorismo
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 20/09/2019 19:23

Participantes de projetos de inclusão social do Departamento de Ações Pró-Sustentabilidade (DEAPE) do Tribunal de Justiça do Rio receberam nesta sexta-feira (20/9) dicas e noções sobre a melhor forma de empreender. A palestra foi conduzida pela assistente social do Banco da Providência Neige Motta, que incentivou o público a ter autoconfiança na hora de apostar no próprio talento.

A assistente social levou aos participantes dos projetos Pais Trabalhando, Jovens Mensageiros, Começar de Novo e Justiça pelos Jovens, a experiência de outras pessoas que decidiram apostar nas suas ideias e delas tirar o próprio sustento.

- Eu trouxe a experiência de pessoas com situações semelhantes a dos participantes dos projetos do Tribunal. Pessoas com as mesmas dificuldades, mas que conseguiram ter ideias e ganhar espaço no mercado de trabalho. Faço isso para que eles se identifiquem com a proposta.

A representante do Banco da Providência informou ao grupo que a instituição atua nos bairros da Pavuna, Vila Kennedy, Maré, Cidade de Deus, Penha e Riachuelo, oferecendo cursos de cabeleireiro, refrigeração, eletricista, camareira, entre outros. A duração pode variar entre 15 dias a 3 meses. Após a finalização do curso, o grupo de assistentes sociais do Banco auxilia os alunos na preparação de currículos e os encaminha para processos seletivos de empresas.

A auxiliar de documentação Erika Rocha, 45 anos, que faz parte do projeto Pais Trabalhando, elogiou a iniciativa. Segundo ela, o projeto e a palestra ajudam no incentivo aos estudos e na conquista por espaço no mercado de trabalho.

 

MS/FS

Foto: Brunno Dantas/TJRJ 

Galeria de Imagens