Dentista vai a júri por feminicídio
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 24/10/2018 17:12

O juiz Alexandre Abrahão, titular da 3ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, decidiu que o dentista Thiago Medeiros, denunciado pela morte da ex-namorada Nathalie Rios Motta Sales, que estava grávida de três meses, vai a júri popular. Ele responde por feminicídio, homicídio duplamente qualificado, ocultação de cadáver e aborto sem consentimento da gestante.

Na decisão, o juiz também manteve a prisão preventiva de Thiago.

O crime aconteceu no ano passado e o motivo, de acordo com o Ministério Público, foi o fato de ele não concordar com a gravidez. O corpo de Nathalie foi encontrado carbonizado em um local próximo à casa onde a família de Thiago mora, em Vassouras. A arcada dentária dela foi retirada para dificultar a identificação do corpo.

O julgamento ainda será marcado. 

Proc. 0157099-35.2017.8.19.0001

 

SF / PC