Palestra e ações marcam setembro amarelo no TJRJ
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 27/08/2021 15:23

            De acordo com o Ministério da Saúde, entre 2011 e 2017 foram registrados 80.352 suicídios no Brasil, considerando a população a partir de 10 anos de idade. A Associação Brasileira de Psiquiatria estima que 12 mil pessoas tirem a própria vida todos os anos no país. Atento à essa relevante questão de saúde pública, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) adere ao setembro amarelo, mês dedicado à prevenção ao suicídio. A abertura da campanha será no dia 1º, com a palestra "Saúde mental: conversando sobre depressão e ansiedade", ministrada pela psicóloga Denise Gonçalves.  
            A palestra será realizada através da Plataforma Teams, às 15h. A juíza Leidejane Gomes da Silva e a psicóloga Márcia Valéria Vicente Ganâncio serão as mediadoras. Para acompanhar, clique nesse link no dia do evento. 
            “O objetivo é conversar sobre depressão e ansiedade, doenças que tocam a todos nós, direta ou indiretamente, e que ainda são tão revestidas de tabus e desconhecimento. É de suma importância que continuemos sempre falando sobre saúde emocional, para disseminar informação, visto que o esclarecimento ajuda a quebrar preconceitos e, principalmente, a romper o isolamento dos que sofrem, levando-os a procurar ajuda. Falar sobre saúde emocional no mês de prevenção ao suicídio contribui para a conscientização do cuidado e da prevenção. Quem se suicida não quer deixar a vida, mas sim se livrar da dor emocional que não consegue superar", explica a palestrante Denise Gonçalves.   
            Além da palestra, o Departamento de Saúde (DESAU), da Diretoria-Geral de Gestão de Pessoas, e o Comitê de Promoção da Igualdade de Gênero, de Apoio às Magistradas e Servidoras e de Prevenção e Enfrentamento do Assédio e da Discriminação (COGEN) do TJRJ elaboraram outras atividades para marcar a data.   
            Durante todo o mês de setembro, foram programados posts nas redes sociais do Tribunal de Justiça, com informações sobre cuidados com o corpo e a mente, além da importância da prevenção ao suicídio. Cartazes da campanha serão espalhados pelos fóruns de todo o estado. Além disso, os prédios da Escola da Magistratura do Rio de Janeiro (Emerj) e do Museu da Justiça do Rio ficarão iluminados com a cor amarela, assim como o layout do portal do TJRJ, que ganhará esse tom. 
              “Esta campanha tem o objetivo de prevenir o suicídio por meio da informação e conscientização sobre o tema. É uma campanha de muita relevância, porque o suicídio é uma questão de saúde pública. O propósito é chamar atenção do público sobre o tema, conversar sobre saúde mental e conscientizar sobre a importância de buscar ajuda. Essas informações podem prevenir e salvar vidas”, considera a psicóloga do Desau, Araci Breckenfeld.  
 
MG