Gestão Estratégica

A estratégia estabelecida alinha-se à estratégia geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), sem perder de vista a necessidade de contemplar, nos seus aspectos concretos, a realidade pertinente ao TJERJ, que consideraram, além de propostas das unidades administrativas, os compromissos assumidos pela atual gestão. Igualmente, os recursos orçamentários para execução dos projetos foram assegurados e constam da proposta que abrange o biênio. Na metodologia institucional, foram mantidos os Direcionadores Estratégicos, e os objetivos estratégicos, agrupados em Temas. Estes conceitos estão consolidados no Mapa Estratégico. A estes, posteriormente, foram alinhados projetos que, analisados pela COGEP, foram classificados como estratégicos, considerando, entre outros aspectos, o impacto institucional dos resultados que os mesmos venham a trazer.

Ressalte-se que vários projetos buscam garantir que ações importantes iniciadas por gestões passadas possam ser continuadas, condição necessária à efetividade e à eficiência operacional.

Na metodologia institucional, foram redesenhados os Direcionadores Estratégicos, de modo a renovar a marca da atual gestão em relação aos rumos do TJERJ, bem como traçados objetivos estratégicos, agrupados em Temas. Estes conceitos foram consolidados no Mapa Estratégico. A estes, posteriormente, foram alinhados projetos que, analisados pela COGEP, foram classificados como estratégicos, considerando, entre outros aspectos, o impacto institucional dos resultados que os mesmos venham a trazer.

(Conforme Plano Estratégico do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro - Biênio 2019/2020, publicado na Resolução TJ/OE/RJ Nº 15/2019)