Mostra aberta à população retrata construção da Praça da Justiça
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 08/02/2024 10:21

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, inaugurou nesta quarta-feira (7/2) a “Mostra Praça da Justiça”, retratando a construção do espaço, inaugurado no dia 8 de dezembro do ano passado, na Avenida Erasmo Braga, ao lado do Fórum Central do TJRJ, no Centro do Rio. A exposição também rememora diferentes épocas da praça, resgatando a memória de prédios históricos através de fotos e vídeo, além de registrar a criação do equipamento urbano.

Promovida pelo Museu da Justiça do Rio, a mostra está aberta à visitação até março, no Espaço de Arte Desembargador Deocleciano Martins de Oliveira Filho, localizado na Lâmina III do TJRJ.

“Trata-se de uma mostra singela, retratando a construção da Praça da Justiça, que foi uma ideia que tive e que apresentei ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que prontamente abraçou o projeto. É uma praça onde, além de homenagear a Justiça, também embeleza o Centro do Rio, mostra a preocupação do Tribunal com a sustentabilidade e torna mais agradável para a população a circulação no entorno dos prédios do Judiciário”, considerou o presidente do TJRJ.

“O objetivo dessa mostra foi sedimentar esse conhecimento histórico do que foram os logradouros até chegar ao presente onde hoje está a praça. Foi feita uma pesquisa sobre o que foi esse lugar, através dos tempos, até chegarmos ao dia 8 de dezembro de 2023, data de sua inauguração”, explicou a diretora do Museu da Justiça, Siléa Macieira.

A diretora ressaltou que a mostra também segue a determinação do Conselho Nacional de Justiça, de promover a preservação da memória.

“Todo o conteúdo da exposição, o vídeo produzido pelo departamento de comunicação interna do TJRJ, todas as fotos que foram selecionadas e a pesquisa histórica que foi feita vai constar de uma coleção dentro do sistema de pesquisa do Museu da Justiça e estará disponível para consulta no site do Tribunal.”

Praça da Justiça

Situada na Avenida Erasmo Braga, entre a Avenida Presidente Antônio Carlos e a Rua Dom Manuel, a praça faz parte das ações do TJRJ para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa. O equipamento público ocupa uma área de 5.200 m² com total acessibilidade, é arborizado, e possui jardineiras, bancos, ciclofaixa e bicicletário.

História

A Praça da Justiça está localizada no extinto bairro da Misericórdia, que se estendia do sopé do Morro do Castelo até a Baía de Guanabara. O espaço localizado na Avenida Erasmo Braga já se chamou Beco do Padre Vicente, Caminho para o Porto dos Padres da Companhia, Beco do Açougue, Rua do Cotovelo, Rua do Bispo Dom Vital e Rua Vieira Fazenda. Ao longo dos anos o logradouro passou por várias reformas urbanísticas, sendo ocupado por várias atividades como moradia, comércio, cultura e administração pública. A atual e centenária Avenida Erasmo Braga, foi inaugurada após a demolição do Morro do Castelo e do bairro da Misericórdia, na década de 1920.

Foto: Rosane Naylor/TJRJ

JM/FS