Justiça Cidadã encerra 35ª turma em Santa Cruz
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 06/11/2018 19:12

                                                                                        O juiz Vasi Werner destacou a importância do Código de Defesa do Consumidor

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, por meio do Departamento de Ações Pró-Sustentabilidade (Deape), promoveu nesta terça-feira, dia 6, solenidade de encerramento da 35ª Turma do Curso Regular do Programa Justiça Cidadã, formada no Fórum Regional de Santa Cruz, na Zona Oeste da cidade. Ao todo, 74 alunos foram certificados por cumprirem a carga horária exigida no curso. A aula de encerramento contou com a palestra do juiz José Guilherme Vasi Werner, que falou sobre a importância de se conhecer o Código de Defesa do Consumidor e explicou sua utilidade no cotidiano.

Para o magistrado, o conhecimento da lei ajuda os consumidores a se protegerem dos excessos nas relações de consumo.

"O Direito não aceita mais a "lei de Gérson"- a vontade de levar vantagem em tudo. Hoje deve prevalecer o princípio da boa fé nas relações entre fornecedores e consumidores", afirmou José Guilherme.

Os irmãos Vanderson e Paulo Ferreira, de 31 e 29 anos, são dois dos alunos certificados no curso. Eles trabalham com ação social em comunidades da região.

"Vamos usar os conhecimentos para orientar cidadãos das comunidades de Santa Cruz sobre seus direitos em casos de prejuízos na aquisição de produtos", explicaram.

                                                                                              Os irmãos Vanderson e Paulo Ferreira com o grupo de 74 alunos certificados

Coordenadora do programa, a desembargadora Cristina Tereza Gaulia destacou que há 15 anos o curso contribui para desmistificar a Justiça e aproximar a população do Judiciário.

"Quando saímos de nossas salas, onde trabalhamos isolados, para vir ao encontro de vocês, ganhamos muito mais do que vocês. Isso porque passamos a conhecer de perto os problemas reais da população e assim podemos também melhorar a nossa prestação de serviços", disse a magistrada.

O curso Justiça Cidadã inclui aulas de Direito de Família, Responsabilidade Civil e Atribuições da Defensoria Pública, entre outras 15 matérias ministradas, de forma voluntária, por juízes, desembargadores, servidores e convidados, durante três meses. O curso é destinado às lideranças comunitárias e pessoas que desempenham papéis importantes para o bem-estar comum.

Idealizado pela desembargadora Cristina Tereza Gaulia, tem por objetivo tornar o Judiciário mais próximo da população e promover uma cidadania mais crítica, responsável e consciente. As inscrições para a próxima turma regular, a 36ª, do Programa Justiça Cidadã, em fevereiro, na Comarca do Méier, já estão abertas.

Fotos Brunno Dantas

ML/AB