Alunos de Direito da Faculdade São José Conhecem o Antigo Palácio da Justiça.

A educadora do museu Teresinha de Sousa recebe os alunos da Faculdade São José no hall de entrada do Antigo Palácio da Justiça. Os estudantes conhecem o Tribunal do Júri e se encantam com a arquitetura do local.


Um misto de emoção e reencontro marcou nesta terça-feira, dia 14, os 20 alunos do curso de Direito da Faculdade São José, no bairro de Realengo, Zona Oeste do Rio, que visitaram o Antigo Palácio da Justiça, local onde hoje funciona também o Museu da Justiça. A aula extraclasse do grupo de estudantes foi monitorada pela educadora Teresinha de Sousa, funcionária do museu.

Num passeio de aproximadamente uma hora, os alunos conheceram o hall de entrada, o Salão dos Passos Perdidos e o Tribunal do Júri. No 3º andar, os alunos estiveram no Salão Nobre, no Salão dos Espelhos (onde está a exposição Direito Ambiental), no Tribunal Pleno e na Câmara Isolada.

Para alguns estudantes, conhecer de perto a história do Judiciário fluminense foi um momento inesquecível. Juscelino de Oliveira Silva tem 50 anos e cursa o primeiro período. A idade, segundo ele, não impede o sonho de ser juiz. Sentado na cadeira destinada ao magistrado no Tribunal do Júri, ele destacou o local como o ponto alto da visita. "Neste tribunal, decisões foram tomadas sobre a vida das pessoas. Muitos foram condenados e inocentes foram absolvidos. Sentar nessa cadeira onde tantos outros juízes já estiveram é uma emoção muito grande", afirma Juscelino.

Se para muitos, pisar no Antigo Palácio da Justiça é descobrir histórias e trajetórias de juristas, para outros, percorrer os seus corredores significa um reencontro. Carlos Milton já está no 10º período da faculdade e destaca a arquitetura do espaço. "É sempre interessante conhecer a história do Direito, desde a mitologia passando pelo período Romano. Mas o que me chama atenção mesmo é que neste espaço (Tribunal do Júri) passaram notáveis da oratória e do conhecimento jurídico", diz Carlos.

Para os calouros da São José, a visita guiada é convertida em horas extracurriculares. Já para os quase formados, o passeio foi incluído no período de estágio obrigatório. "Aqui no museu, tantos os mais experientes como os alunos que estão começando podem agregar conhecimento", afirma Janaína Teresa de Araújo, coordenadora de Assistência Jurídica da faculdade.

As visitas mediadas e a exposição Direito Ambiental integram atividades desenvolvidas pelo Museu da Justiça/DEGEM, órgão vinculado à Diretoria Geral de Gestão do Conhecimento (DGCON), do TJRJ.

O Museu da Justiça fica na Rua Dom Manuel, 29 - Centro - Rio de Janeiro - RJ, dentro do Antigo Palácio da Justiça.
Mais informações, no site www.tjrj.jus.br, link Institucional / Museu da Justiça / Exposições e Eventos e/ou Visitas Guiadas.
Tels.: (21) 3133-2515/3553 - Fax.: (21) 3133-3548
e-mail: digco@tjrj.jus.br