Museu da Justiça retorna às suas atividades nestas terça e quarta-feira

Um dos destaques da visitação feita pelo Museu da Justiça é o painel Apoteose à Justiça, do pintor André Vento, que encontra-se no antigo I Tribunal do Júri.  Os visitantes podem conhecer também móveis antigos do Poder Judiciário, nas salas 307 e 309, da Rua Dom Manuel, 29 - Centro.  

 

O Museu da Justiça retorna, nestas terça e quarta-feira, dias 29 e 30, após feriado do Servidor Público (Dia 28 de outubro), com a normalidade de suas atividades, entre elas, as tradicionais visitas guiadas, em que são mostradas a beleza arquitetônica e aspectos históricos do Antigo Palácio da Justiça, inaugurado em 1926. Na ocasião, os visitantes terão a oportunidade de conhecer também a exposição "Mulher, Direito e Sociedade: o feminino na construção da Justiça". Os eventos têm classificação livre e são gratuitos.

Os passeios guiados duram cerca de 60 minutos e são conduzidos por educadores do Museu da Justiça nos seguintes horários: às 14h (nas terças) e às 11h e 14h (nas quartas). Já a mostra, que foi inaugurada em agosto passado, funciona de segunda a sexta, das 11h às 17h, nos belos Salões dos Passos Perdidos e dos Espelhos, localizados nos 2º e 3º andares do Antigo Palácio da Justiça, na Rua Dom Manuel, 29 - Centro. A exposição trata, entre outros temas, das conquistas de direitos obtidas pelas mulheres dentro e fora da Justiça fluminense.

A visitação começa pelo "hall" de entrada do antigo prédio e percorre vários ambientes: o Salão dos Passos Perdidos; o antigo I Tribunal do Júri (que funcionou até 2009 e foi palco de julgamentos de repercussão, como o caso da "fera da Penha"); os suntuosos Salões Nobre e dos Espelhos; a Biblioteca de Obras Raras do Museu, que conta 2.706 títulos; o Plenário da Corte do antigo Tribunal; e a Sala de Sessões de Câmara Isolada. As pessoas poderão passear também, de forma individual ou em grupo, por dois espaços inaugurados, recentemente, que são: o de exposições de Ambiente Judiciário nas décadas de 1950 a 1970 (sala 307) e de Mobiliário Forense (sala 309).

Os interessados - público leigo e especializado, além de universidades e escolas do ensino fundamental - podem se inscrever pelos telefones (021) 3133-3532/3497 ou pelo e-mail exposicoes@tjrj.jus. São aceitos grupos de até 40 pessoas, por sessão, para participação nas atividades.

As visitas mediadas e a exposição são administradas pelo Museu da Justiça, órgão vinculado à Diretoria-Geral de Comunicação Institucional (DGCOM), do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Mais informações, clique aqui.