Visitas guiadas e exposição ambiental são destaques no Museu da Justiça

Fachada do Antigo Palácio da Justica, local onde funciona o Museu Painel com deusa Themis no Tribunal do Júri - um dos destaques da visita


O Museu da Justiça do Rio realiza todas as terças e quartas-feiras um tradicional passeio histórico pelo Antigo Palácio da Justiça, mediado por educadores. A beleza arquitetônica e aspectos históricos do antigo prédio, construído em 1926, são mostrados ao público. A visitação percorre ainda pela exposição "O Direito Ambiental nas fontes históricas do Poder Judiciário", que procura mostrar, através de textos, imagens e peças do acervo documental do Museu, fatos ocorridos no Brasil, desde o final  do século XVIII. Os eventos têm entrada gratuita.

As visitas guiadas têm a duração de 60 minutos e acontecem em dois horários: às 14h (terças) e às 11h e 14h (quartas). Já no hall de entrada, o visitante conhece um pouco da história da Justiça fluminense. Em seguida, são conhecidos ambientes como o Salão Nobre, o majestoso Salão dos Espelhos - onde se encontra a exposição sobre Direito Ambiental, o Plenário da Corte do antigo Tribunal, a Sala de Sessões da Câmara Isolada e o "Salão dos Passos Perdidos", além do próprio Tribunal do Júri, que funcionou até 2009.
Os interessados pela visita guiada podem se inscrever pelos telefones (021) 3133-3532/3497 ou pelo e-mail seexp@tjrj.jus.br. Grupos de até 40 pessoas, por sessão, podem participar do evento. Aos funcionários do TJRJ, são computadas horas de capacitação pela Escola de Administração Judiciária (ESAJ).

As visitas mediadas e a exposição sobre o Direito Ambiental são administradas pelo DEGEM / Museu da Justiça, órgão vinculado à Diretoria Geral de Gestão do Conhecimento (DGCON), do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.