A Memória Viva do Museu da Justiça do TJRJ

O boletim eletrônico Memória Vida fala das atividades desenvolvidas pelo Museu da Justiça. Já são três edições dos Cadernos de Exposições, com destaque para o último número: o Código Mello Mattos.

Com o objetivo de preservar e divulgar a memória do Poder Judiciário estadual, o Museu da Justiça tem, em seu site http://portaltj.tjrj.jus.br/web/guest/institucional/museu/museu, várias publicações, entre elas a mais recente: o boletim eletrônico "Memória Viva". O periódico, que está na sua quarta edição, tem como objetivo disseminar as diversas atividades desenvolvidas pela Unidade, em formato "newsletter", de notícias resumidas.

Quem estiver interessado em receber o boletim, por e-mail, pode enviar uma solicitação à Divisão de Gestão da Comunicação (DIGCO), responsável pelo trabalho, para digco@tjrj.jus.br, ou fazer o seu pedido pelos telefones (21) 3133-2515/3553.

Dentro ainda do espaço "publicações", da página do Museu da Justiça, merece destaque a série "Cadernos de Exposições", que teve o seu terceiro número lançado em 2012 - "Código Mello Mattos: Os Primórdios da Proteção à Infância e à Adolescência". Esse número fala da saga do primeiro juiz de menores da América Latina, José Cândido de Albuquerque Mello Mattos, criador do primeiro documento oficial voltado para a proteção de menores no Brasil. Os números anteriores também estão disponíveis naquele espaço.

O Museu da Justiça/DEGEM fica na Rua DomManuel, 29 - Centro, dentro do Antigo Palácio da Justiça e é órgão vinculado à Diretoria de Geral de Gestão do Conhecimento (DGCON) do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Mais informações sobre o boletim Memória Viva, clique aqui e sobre a série Cadernos de Exposições, aqui