Assessoria Imprensa (Dest. Foto/Texto)

Retornar para página inteira

Estudantes conhecem o funcionamento da Justiça em Rio das Flores

Notícia publicada pela Assessoria de Imprensa em 2017-10-20 16:37:00.0

A aproximação do Poder Judiciário com a população começa a partir da infância. Este é o princípio desenvolvido pela juíza Soraya Pina Bastos no município de Rio das Flores, no Sul fluminense, ao promover encontros com estudantes das escolas da região. Nessa quinta-feira, dia 19, os 40 alunos do terceiro ano fundamental da Escola Municipal Nephtalina Carvalho Avila, com idades em torno dos 10 anos, interagiram com as atividades realizadas pela Justiça durante uma visita ao Fórum da cidade.

“Tenho sempre participado de eventos nas escolas, fazendo palestras sobre temas dos direitos da cidadania e da infância. A aproximação com a comunidade é importante, numa demonstração de que o Judiciário está de portas abertas para a população e também dando exemplos de cidadania e respeito ao próximo” – disse a magistrada.

Soraya Bastos contou, por exemplo, que as crianças tinham o mito de quem entrava no Fórum saía preso. Com a colaboração dos representantes do Ministério Público e da Defensoria, ela detalhou para os alunos as funções exercidas pelo juiz, pelos servidores do cartório, promotor, advogado e policiais que atuam no Fórum. E, para não ficar apenas na teoria, fez a simulação de um julgamento, no plenário do tribunal, com as crianças exercendo o papel de cada personagem envolvido numa sessão: o juiz, o advogado, o promotor, os jurados e a guarda.

Três poderes

Dessa vez, a visita ao Fórum de Rio das Flores fez parte de uma tarefa escolar. Os estudantes receberam noções sobre as atividades exercidas pelos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Após conhecerem a Prefeitura e a Câmara, foi agendada a visita ao Fórum. Segundo a diretora Maria Helena Cesar, acompanhada dos professores Tatiane e Carlos Roberto, as crianças receberam noções de valores fundamentais para a formação de um cidadão.

A juíza Soraya Bastos, que é titular da 1ª Vara de Valença e acumula Rio das Flores, aproveitou o encontro para uma palestra sobre a importância do voto nas eleições e também sobre as consequências das queimadas, um crime ambiental  que é praticado, com frequência, na região.

“Outro tema que tenho abordado com as crianças é o da violência doméstica. É uma situação que tem sido vivenciada pelas crianças. Já fui procurada por uma professora que me pediu dar uma palestra na escola, porque uma das suas alunas chorou quando o assunto foi tocado em sala de aula” – contou a juíza.

 

PC/AB