Assessoria Imprensa (Dest. Foto/Texto)

Retornar para página inteira

Presidente do TJRJ: 'Campanha de Apadrinhamento estimula comportamento de amor e solidariedade'

Notícia publicada pela Assessoria de Imprensa em 2016-06-28 16:53:00.668

O presidente do TJRJ, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, declarou total apoio à Campanha de Apadrinhamento, iniciada no dia 27, e que vai se estender até 8 de julho. “É um projeto que já venceu o Prêmio Innovare, de práticas novas, criativas na área da Justiça, principalmente na área da Infância e da Juventude. Nós estamos agora com essa campanha para fomentar, estimular a consciência de uma cultura, de um comportamento de amor e de solidariedade”, disse. A iniciativa quer mobilizar magistrados, servidores e funcionários a aderirem à campanha.

O projeto “Apadrinhar – Amar e Agir para Materializar Sonhos”, idealizado pelo juiz Sérgio Luiz Ribeiro de Souza, da 4ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso da Comarca da Capital, venceu a XII edição do Prêmio Innovare, na categoria Juiz. A iniciativa propicia às crianças e adolescentes com esperanças remotas de reinserção familiar e adoção, a oportunidade de construir laços de afeto e apoio material, com possibilidades de amparos educacional e profissional disponibilizado por pessoas da sociedade civil que possuam disponibilidade emocional e/ou financeira para se tornar padrinho ou madrinha.

O interessado em aderir à campanha deverá acessar o portal do TJRJ e preencher o formulário de apadrinhamento, fazendo a autenticação no menu Serviços\Sistemas, e  informar login e senha. Em seguida, ele deverá selecionar Sistema de Gerenciamento de Questionários. O formulário deverá ser preenchido, preferencialmente, até o dia 30 de julho. Porém, continuará disponibilizado, para preenchimento, após essa data. Mais informações podem ser obtidas no site do TJRJ, no caminho: Institucional/Infância e Juventude/Programa de Apadrinhamento.

De acordo com presidente do TJRJ, o objetivo é estender a campanha em todo o estado. “A Coordenadoria de Articulação das Varas da Infância, da Juventude e do Idoso procura também estimular, dar condições para que esse projeto cada vez mais se interiorize, atinja outras comarcas, vá para o interior. É uma iniciativa que já é vitoriosa na capital. Nós estamos procurando estimular e fazer com que ela se estenda a outros lugares, outras comarcas do interior e seja cada vez mais pródiga em possibilitar a esses adolescentes um elo afetivo que, de outra maneira, dificilmente eles teriam”, enfatizou o magistrado.

AO/FB